BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – Relatório de comportamento inautêntico publicado nesta terça-feira 12/01, dando conta de que a AP Exata teria publicado perfis fakes durante a campanha política, de outubro passado, foi contestado pela empresa nesta quarta-feira 13/01.

A AP Exata nunca participou de campanhas eleitorais, e segundo sua diretora, Mariana Ceolin, a informação do Facebook foi divulgada de forma irresponsável ‘e não é compatível com a atuação da empresa’.

Ontem o Facebook anunciou que havia removido duas redes locais no Brasil administradas por empresas de marketing que estavam engajadas em um comportamento inautêntico coordenado.

Uma das redes teve foco no Espírito Santo, na região sudeste do Brasil, e a outra no Paraná, na região sul.

Robôs

A Exata é uma empresa premiada internacionalmente, com uma forte atuação em na área da inteligência digital, sempre reconhecida pela qualidade e seriedade dos seus serviços.

Foi, inclusive, uma das primeiras empresas do Brasil a identificar redes de robôs na internet, fazendo estudos para diversas redes de comunicação.

Os serviços prestados pela empresa são focados na análise de redes e pesquisa de diagnóstico, com base em dados e gestão de mídias sociais.

“O relatório em questão apresenta equívocos. Cita uma empresa terceira, AP Exata, que jamais teve contratos eleitorais e menciona eventuais investimentos em publicidade de redes que jamais ocorreram”.

“A empresa está entrando em contato com as redes referidas e todos os esclarecimentos serão prestados para reparar qualquer tipo de interpretação equivocada de nossos serviços.”

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A propósito do Relatório de comportamento inautêntico coordenado da América Latina – Dezembro de 2020 do Facebook, publicado nesta terça-feira, 12/11, dando conta de que a AP Exata Inteligência em Comunicação Digital teria se utilizado de perfis fakes durante a campanha para as últimas eleições municipais no Espírito Santo, temos a informar que:

1. A AP Exata nunca participou de campanhas eleitorais em toda a sua existência;

2. A AP Exata tem trabalhado basicamente com a análise diária dos sentimentos despertados nas redes pelo governo federal e suas principais iniciativas;

3. A AP Exata está tomando todas as providências para fazer com que a verdade seja restabelecida. A informação do Facebook foi divulgada de forma irresponsável e não é compatível com a atuação da empresa.

Brasília, 12 de janeiro de 2021.

Mariana Pereira Ceolin
Diretora-Executiva da AP Exata, Inteligência em Comunicação Digital.

- Publicidade -