Menor se matou no Maranhão após perder R$ 50 mil que havia recebido de herança

BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – Propagandas de cassinos online, inclusive das conhecidas bets, de apostas esportivas, estão sendo feitas por influenciadores mirins no Instagram.

Um dos perfis que divulgam jogos de azar é de uma menina de seis anos que tem quase 3 milhões de seguidores.

O Instituto Alana, ONG que atua na defesa da infância e da adolescência, fez uma denúncia na semana passada ao Ministério Público sobre publicidade ilegal de cassinos online veiculada por crianças e adolescentes em redes sociais.

Suicídio

A denúncia menciona impactos altamente negativos desse vício na infância e na adolescência, inclusive o risco de suicídio.

Cita o caso de um adolescente de 17 anos do Maranhão que se suicidou no ano passado ao perder R$ 50 mil, que havia recebido de herança, no Fortune Tiger, o “jogo do tigrinho”, caça-níquel extremamente popular.

Com Agência Estado