- Publicidade -

BRASÍLIA – O inquérito aberto pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para investigar as declarações do presidente Jair Bolsonaro contra o sistema eleitoral também irá apurar se o presidente fez uso político da EBC (Empresa Brasil de Comunicação).

De acordo com a Folha de S.Paulo, o TSE analisa um dossiê produzido por servidores da EBC, com informações sobre a utilização do aparato público para fazer propaganda antecipada e o uso da empresa para promoção de integrantes do governo de Jair Bolsonaro.

O presidente sofreu críticas depois de utilizar a TV Brasil para transmitir suas lives políticas de quinta-feira usando equipamentos e funcionários públicos.

O PT (Partido dos Trabalhadores) apresentou uma notícia-crime contra Jair Bolsonaro ao STF (Supremo Tribunal Federal) pelo uso da TV Brasil.

O argumento é que Bolsonaro, ao impor à TV Brasil a transmissão da sua live semanal, destinada aos seus seguidores nas redes sociais, “se apropriou de recursos públicos para divulgar mentiras, fake news.

E ainda ataques a adversários políticos e gravíssimo ataque institucional ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o que viola diversos artigos da Constituição Federal e se enquadra na Lei de Improbidade Administrativa”.

O STF incluiu Bolsonaro no inquérito das fake news por suas falas contra o sistema eleitoral e ataques ao Judiciário.