BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – Duas das principais obras do governo Bolsonaro no Espírito Santo, o contorno do Mestre Àlvaro, e a BR 447 que liga a BR 262 ao porto de Capuaba, não vão ficar prontas em 2022, ano eleitoral.

Vai faltar verba. Inauguração só em 2023. A Agência Congresso apurou com exclusividade que para as duas obras serem concluídas seriam necessários R$ 300 milhões.

Mas o governo federal destinou no Orçamento da União apenas R$ 12 milhões para a 447, e R$ 30  milhões para o contorno. A Bancada Capixaba tenta reverter os cortes.

Em junho quando visitou o ES, pela primeira vez, Bolsonaro fez um sobrevoo às obras do Mestre Álvaro, para alegria dos seus aliados políticos no ES.

Presidente da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, a senadora Rose de Freitas (MDB) diz que está revertendo a redução de recursos para as duas obras.

Em entrevista para o site Agência Congresso, ontem em Brasília, a senadora disse que vai aumentar de R$ 30 para 90 milhões os recursos para o contorno, e de R$ 12 para R$ 42 milhões a verba da BR 447.

O coordenador da bancada, deputado Da Vitória, admite que as obras só devem ser entregues à população em 2023. Mas lembra que R$ 80 milhões de emendas de bancada podem ser deslocados para as obras, caso o governo mantenha os cortes.

- Publicidade -