Se permanecer sem partido, Bolsonaro confirmará boato de que desistiu da reeleição
- Publicidade -

BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – O ministro das Comunicações, Fábio Faria, se mudou do apartamento funcional em que morava em Brasília para uma casa em um condomínio no Lago Sul, área nobre da capital federal.

Segundo aliados, Faria avalia que a casa dá mais privacidade para realizar encontros políticos na cidade — o apartamento ficava no prédio em que moram outros parlamentares, Inclusive adversários políticos de Bolsonaro.

Circula nos corredores do Congresso Nacional que o deputado licenciado se prepara para disputar a presidência da República ano que vem.

Não a vice-presidência como chegou a ser divulgado no início mês. Ele teria sido alertado da possibilidade – talvez necessidade de disputar – pelo próprio Bolsonaro.

O presidente tem dito que para evitar a volta de Lula ao poder faz qualquer negócio. E se as pesquisas continuarem a mostrar que ele perde para o petista, a solução seria uma outra opção bolsonarista.

O genro de Silvio Santos foi escolhido pelo próprio Bolsonaro para o Ministério das Comunicações.

Nos bastidores, a escolha de Fábio Faria foi uma aposta de Bolsonaro para agradar os partidos do chamado “Centrão” em busca de apoio ao governo no Congresso.

Já a escolha do senador Ciro Nogueira para a Casa Civil teria sido articulada com apoio de Faria e do ministro da Economia Paulo Guedes, desafeto de outro ministro, Rogério Marinho.

Com o governo ‘na lona’, Bolsonaro decidiu tirar poder dos militares, sua primeira opção ao assumir o governo.

Informações dão conta de que nas negociações pela Casa Civil, o presidente chegou a oferecer ao general Luiz Eduardo Ramos a opção de assumir uma embaixada.

O general não gostou da forma como foi substituído e reclamou ter sido traído por ”amigos do Planalto’.

Se permanecer sem partido, Bolsonaro confirmará boato de que desistiu da reeleição.

Com metropoles.com