- Publicidade -

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – A Bancada Capixaba deve se reunir com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, nesta semana – dia ainda indefinido – para tentar reverter os cortes nas instituições federais de ensino no ES.

A audiência foi solicitada hoje pela coordenação da Bancada Capixaba, mas o ministério não respondeu se poderia ser amanhã ou quarta-feira.

O momento, no entanto, é propício para cobranças porque o Congresso debate a votação da Reforma da Previdência,  e o governo Bolsonaro precisa de cada voto para aprová-la.

Essa semana, o deputado federal Evair de Melo se reuniu com o reitor do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Jadir Péla e diretores do instituto, para definir ações sobre o bloqueio que foi anunciado pelo Ministério da Educação.

Evair de Melo (PP) se reúne com reitor e diretores do Ifes

O bloqueio, que representa cerca de 38% do valor total de custeio do Ifes – o equivalente a R$ 24 milhões, dos R$ 64 milhões programados para o ano – e 30% do valor de custeio da Ufes – aproximadamente R$ 20 milhões – vai influenciar negativamente o funcionamento das instituições, podendo atrapalhar, inclusive, o andamento das aulas.

CLASSE UNIDA

Em nota publicada pelo Ifes, a instituição só tem dinheiro para funcionar até setembro.  Resta à Bancada Capixaba intervir junto ao ministro para que a manutenção do orçamento seja feita. Caso contrário, 58.164 alunos das duas instituições federais serão prejudicados.

Assim como outras instituições, o Ifes estuda meios de negociar e reverter a situação. Amanhã (7), reitores vão participar de uma reunião em Brasília. A nível estadual, a classe tem pedido apoio de parlamentares.