BRASILIA – AGENCIA CONGRESSO – Os vereadores de Vitória, liderados pelo presidente Davi Esmael (PSD) se uniram no propósito de economizar recursos da Câmara para aumentar o auxílio emergencial indicado pela Prefeitura e aprovado nesta quarta-feira (24/03) em sessão extraordinária.

O Projeto de Lei nº 55/2021 institui auxílio emergencial municipal para pessoas com situação de vulnerabilidade social, agravada pela pandemia.

O valor será de R$ 500 em duas parcelas de R$ 250 e contemplará 2.328 famílias de Vitória, inscritas no CadÚnico e com renda de até meio salário-mínimo por membro da família.

O valor inicialmente proposto pela Prefeitura, de R$ 200 em duas parcelas, foi acrescido em R$ 100 graças à devolução ao Município de R$ 238 mil, decorrente de economia gerada pela Câmara Municipal de Vitória.

O vereador Davi Esmael lembrou que esse auxílio foi obtido com recursos próprios do município e não por repasses federais.

“É com muita alegria que vemos o exercício de nosso papel gerando alívio a mais de duas mil famílias de Vitória. Essa Casa teve a ação de dialogar sobre o aumento do valor. Preciso testemunhar a forma como, em unidade, dialogamos e buscamos em conjunto ampliar o valor”, destacou Davi.

“Essa semana concluímos a revisão provisória do laudo de inspeção predial, majoramos o auxílio emergencial, e dialogamos sobre o aumento da vacinação para chegarmos aos 10% de vacinados”, relatou o presidente. “É por isso que o trabalho dessa Casa é essencial e perceptivo à população e é capaz de mudar para melhor a vida do morador de Vitória”.

Estiveram presentes os vereadores: Aloísio Varejão (PSB); Davi Esmael (PSD), Anderson Goggi (PTB); André Brandino (PSC); Armandinho Fontoura (Podemos); Camila Valadão, (PSOL); Denninho Silva (Cidadania); Duda Brasil (PSL), Karla Coser (PT), Luiz Paulo Amorim (PV); Luiz Emanuel (Cidadania); Gilvan da Federal (Patriota) e Maurício Leite (Cidadania).

(Informações da CMV)