BRASÍLIA – O senador Aloysio Nunes é o novo ministro de Relações Exteriores. Ele vai tomar posse  às 18h de terça-feira da semana que vem em cerimônia conjunta com o ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR).

O convite para assumir o Itamaraty foi formalizado nesta quinta-feira, 2, em reunião no Palácio do Planalto.

Antes de formalizar o convite, Michel Temer havia escalado um interlocutor para sondar o senador, conforme antecipou a Coluna do Estadão. Também

O presidente temia se expor caso Nunes se recusasse, a exemplo do que aconteceu com o ministro aposentado Carlos Velloso na Justiça. Na sondagem, Aloysio Nunes sinalizou que aceitaria.

O tucano assume a vaga deixada por José Serra (PSDB-SP), que pediu demissão no último  dia 22 alegando problemas de saúde.

O nome do senador Ricardo Ferraço (PSDB) também havia sido cogitado para o posto

Após se reunir com o presidente Temer, Aloysio fez questão de dizer a interlocutores que recebia o convite com “muita honra”.

No lugar do senador na liderança de governo no Senado chegou a se cotado o nome de Romero Jucá (PMDB-RR), mas ele se queimou depois das últimas declarações que abriram confronto com o poder judiciário.

Já a cadeira de senador deixada por Aloysio ficará com Airton Sandoval (PMDB-SP). (Andreza Matais e Naira Trindade)

 

Leia a íntegra do anúncio do porta-voz do governo, Alexandre Parola, ao formalizar o convite a Aloysio:

O presidente da República indicou, na tarde de hoje, o Senador Aloysio Nunes Ferreira, de São Paulo, para assumir o Ministério das Relações Exteriores.

Homem público de larga experiência política, seja no Legislativo, seja no Executivo, o senador Aloysio Nunes Ferreira tem uma longa trajetória de engajamento nas causas da diplomacia brasileira e na agenda internacional do Brasil.

Seu período como presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal é exemplo claro do elevado valor e das importantes contribuições que o Senador Aloysio Nunes Ferreira traz para a promoção e a defesa dos interesses de nossa política externa.

Ao desejar-lhe êxito em sua missão, o presidente Michel Temer reitera a confiança que já lhe manifestou hoje pessoalmente em sua ampla capacidade de chefiar o Itamaraty.

Com informações do Estadão