VITÓRIA – Em entrevista a coluna plenário do jornal A Tribuna, a senadora Rose de Freitas revolveu bater de frente com o governador Paulo Hartung, do mesmo partido dela.

Na entrevista que concedeu a jornalista Fabiana Tostes a senadora afirmou que não sairá do MDB, e cobrou do presidente do partido e aliado de Hartung, deputado Lelo Coimbra, a realização de convenções.

Disse com todas as letras que é candidata ao governo. Medebista antiga – está filiada ao partido há mais tempo que Hartung e Lelo -Rose tem muitos aliados na executiva nacional.

E pretende cobrar em Brasília a realização de convenção estadual, caso Lelo crie dificuldades.

A senadora não teme enfrentar o governador numa convenção, apesar de avaliar que a máquina pública pode ser usada em favor do atual ocupante do Palácio Anchieta.

O que disse a senadora:

“Não vou sair do PMDB e não há preferência por ninguém. Candidatura nata acabou há muitos anos. Eu entendo a lógica do raciocínio do Lelo, ele é muito ligado ao governador, é a preferência do coração dele e ele é o que mais precisa do Paulo, mas a legislação é clara: havendo mais de um candidato tem que disputar a convenção e Lelo terá de cumprir a lei”.

A senadora Rose de Freitas afirmou que não sai do PMDB, mas não por falta de convites de outras legendas. “Recebi muitos convites, até do PSB, mas fico no PMDB”.

Disse ainda que é grande a possibilidade de caminhar junto com o ex-governador Renato Casagrande e até de ter uma só candidatura ao governo pelos dois grupos. (Plenário 14/02/2018)