BRASÍLIA – O governador Rodrigo Rollemberg vai enviar nesta terça-feira (07) um projeto à Câmara Legislativa proibindo salários acima do teto constitucional.

A proposta de emenda à Lei Orgânica deve ser votada em breve pelos parlamentares e atinge principalmente as empresas estatais.

O pagamento de remunerações que extrapolam o teto veio à tona depois que empresas públicas, como a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e a Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), tiraram o sigilo das folhas de pessoal.

Os altos salários da Caesb causaram polêmica, especialmente por conta da crise do racionamento de água.

Entre os exemplos que chamaram a atenção dos brasilienses estava o de uma advogada da Procuradoria Jurídica da companhia, que recebe R$ 95 mil.

Em outro caso, um motorista chega a ganhar R$ 20 mil. A fonte dos pagamentos são as tarifas pagas pelos brasilienses.

Com informações Blog do Correio Braziliense