BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – A bancada federal capixaba definiu terça-feira (22) que vai destinar recursos de emendas impositivas no orçamento da União de 2020 para a continuidade das obras do Contorno do Mestre Álvaro e para a BR 447, que fará a ligação de Viana ao Cais de Capuaba em Vila Velha.

Na reunião da bancada o deputado Sérgio Vidigal (PDT) defendeu a alocação de mais recursos para o Mestre Álvaro, mas foi vencido por senadores. Serão R$ 80 milhões, sendo R$ 60 milhões para o contorno e o restante, R$ 20 milhões para a BR  447.

O contorno vai melhorar o trânsito na região metropolitana de Vitória, especialmente na BR 101, no trecho entre Carapina e Laranjeiras, no município da Serra.

O Decreto nº 9.428, de 28 de junho de 2018, em seu artigo 3, estabelece que os saldos de restos a pagar, inscritos ou reinscritos até o exercício de 2016 na condição de não processados e que não forem liquidados até 31 de dezembro de 2019, serão cancelados pela Secretaria do Tesouro Nacional.

Essa burocracia tiraria mais de R$ 30 milhões da verba do contorno. Um pedido da bancada, no entanto, a direção nacional do Dnit, fez o recurso retornar à obra.

“Pedimos a intervenção junto aos Ministérios de Infraestrutura e da Economia, para que possamos contar com a parceria do Governo Federal, para termos a plena certeza da continuidade de tão importante obra para o ES”, disse Vidigal.