BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – Uma das perguntas feitas pelo Instituto Paraná Pesquisa sobre a disputa para o Senado surpreendeu.

Em quem não votaria nele de jeito nenhum para Senador?
Respostas: Majesky 46,6% Ferraço 40,0%  Amaro, 32,0% Magno 36,9%.

Justo os dois candidatos mais liberais tem a maior rejeição. Os conservadores Amaro e Magno, ambos evangélicos, a menor rejeição.

Isso no entanto, pode mudar durante a campanha, principalmente após início do horário eleitoral no rádio e TV “porque ambos tem telhado de vidro”, lembra um jornalista sobre Amaro e Magno.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número/ES 02366/2018. A margem de  de erro da pesquisa é de “aproximadamente 2,5%” para os resultados gerais.

Em outra pergunta feita pelo instituto indícios de explicação; 18,8% admitem que poderiam votar em Majesky.

Poderia votar nele para Senador?
Respostas: Majesky 18,8% Ferraço 35,7% 32,1% Amaro 33,8% Magno

Neste aspecto Ferraço é o candidato que mais pode crescer. Já no geral, Fabiano Cantarato (12,9%) tem mais intenções de voto que Sergio Majeski (8,8%).

A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas pessoais com eleitores com 16 anos ou mais em 50 municípios capixabas, durante os dias 28 de junho a 3 de julho de 2018, e publicada com exclusividade pela Agência Congresso.