Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária. Ordem do dia.rr(E/D):rsuplente da senadora Rose de Freitas, Luiz Osvaldo Pastore (MDB);rsenadora Rose de Freitas (Podemos-ES). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O empresário paulista Luiz Osvaldo Pastore, filiado ao MDB de Vila Velha, tomará posse dia 20, às 16 horas, no Senado Federal. Vai ocupar a vaga da senadora Rose de Freitas (Podemos), que sai de licença para tratamento de saúde.

A senadora anunciou, emocionada, na tribuna do Senado, terça-feira (12), que em seu lugar assumirá seu primeiro suplente. Lamentou que não fosse uma mulher a ocupar sua vaga. Mas elogiou Pastore lembrando que ele foi suplente do ex-senador Gerson Camata, morto em 2018.
A senadora explicou que há dois anos enfrenta dificuldades de locomoção e nos últimos dias, após uma sequência de exames, descobriu estar acometida por uma infeção bacteriana causada pela picada de um carrapato. Ela suspeita que tenha sido vitimada em seu sítio em Domingos Martins. “Nunca me ausentei desta Casa, mas terei que cuidar da minha saúde. Não aguento mais ser carregada pelo braço. Quero voltar aqui andando com liberdade”.
A senadora aproveitou para criticar o baixo investimento do país em pesquisa científica, razão pela qual há poucos infectologistas em atuação no Brasil. “Vou citar meu pai na posse, que trabalhou na construção de Brasília e do Senado”, disse Pastore.

“Mas eu estou indo com muita determinação de voltar aqui andando com liberdade, pensando sem me assustar, e não tendo a sofreguidão que estou tendo agora. Portanto, eu queria, Pastore, entregar o desempenho dessa tarefa nas suas mãos, ao lado desses companheiros valorosos e agradecer do fundo do meu coração por tudo, pela generosidade, pela paciência”, agradeceu Rose de Freitas, cumprimentada por vários senadores.

(Com informação da Agência Senado)