BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – Depois da queda do ministro da Educação Ricardo Vélez, agora é a vez de cair o ministro do Turismo do governo Bolsonaro.

A situação do ministro Marcelo Álvaro Antonio (PSL-MG) está insustentável. Principalmente depois que ele ameaçou uma parlamentar do PSL de morte.

E a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) saiu em defesa, neste sábado, da colega Alê Silva (PSL-MG), que relatou estar sendo ameaçada de morte pelo ministro.

Pelo Twitter, Janaina – que quase foi vice de Bolsonaro – criticou o ministro e pediu sua cabeça ao presidente.

LARANJAL

Em entrevista à Folha de São Paulo publicada neste sábado, Alê relatou a existência de um esquema de candidaturas de laranjas comandado por Marcelo Álvaro Antônio em Minas Gerais.

A congressista afirmou ainda ter recebido a informação de que o ministro a ameaçou de morte em uma reunião com correligionários, no fim de março, em Belo Horizonte.

Na última 4ª feira (10.abr), a deputada federal também prestou depoimento espontâneo à Polícia Federal em Brasília e solicitou proteção policial.

Álvaro Antônio nega ter feito ameaças e diz que a deputada faz campanha difamatória contra ele em busca de espaço no partido no Estado.