VITÓRIA – AGENCIA CONGRESSO – O Conselho de Administração da Codesa, decidiu na tarde desta sexta-feira (6), destituir, reconduzir e nomear diretores da empresa. As decisões foram tomadas pela 486ª reunião do Conselho, em caráter extraordinário. 
 
O diretor de Infraestrutura e Operações (Dirope), Guilherme Magalhães, foi reconduzido e cumprirá seu segundo mandato de gestão. Permanece por mais dois anos.
 
Já o diretor de Administração e Finanças (Dirafi), Roberto Carlos Teles Braga (foto) foi destituído. Para o cargo foi aprovado o nome de Luiz Scandian, que ocupava a função de Coordenador na empresa.

Perfil dos diretores
Guilherme Magalhães: Mineiro de Ipatinga, morador de Vila Velha, 33 anos, solteiro. Engenheiro Civil formado pela Universidade Federal do ES (Ufes), é funcionário de carreira na CODESA. Assumiu a Diretoria, pela primeira vez, em março de 2016.
 
Luiz Scandian: Capixaba, 65 anos, casado. Engenheiro Mecânico, foi professor e há 14 anos trabalha na empresa e ocupava o cargo de Coordenador de Suprimentos e a função de Pregoeiro. (Com informações da Coordenação de Comunicação da Codesa).
Roberto Carlos é professor e foi deputado estadual pelo PT. Em 2014 disputou o governo do Estado pelo Partido dos Trabalhadores mas com a função de ajudar na reeleição do governador Paulo Hartung. Recebeu apenas 114 ml votos e a eleição nem chegou a ir para o segundo turno. A estratégia PMDB/PT visou derrotar o então governador Renato Casagrande. 
 
Iniciou sua vida política participando no movimento estudantil e em 1987 se filiou ao PT. Concorreu pela primeira vez a um cargo eletivo em 2004, sendo eleito vereador de Serra e logo reeleito quatro anos depois para mais um mandato.