Sede do Governo capixaba

BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – O Espírito Santo, Ceará, Alagoas e Rondônia, são os quatro estados mais transparentes, segundo levantamento da Transparência Internacional, que mede a transparência dos gastos durante a pandemia de Covid – 19.

O governo Bolsonaro apresentou resultado pior que 20 Estados e o Distrito Federal no ranking da Transparência. Os dados foram divulgados nesta 3ª feira (1º.set.2020) e mostram que a União só está melhor classificada que Santa Catarina, Sergipe, Rio de Janeiro, Piauí e Acre.

Ranking de Transparência no Combate à Covid-19 avalia a transparência das informações fornecidas por 26 Estados brasileiros e suas capitais, além do Distrito Federal e do governo federal.

Governador Casagrande Foto AGC

Nesta edição, a 4ª da série, o órgão avaliou também o nível de transparência dos programas de estímulo econômico, das doações recebidas e das medidas de proteção social adotadas pelas administrações públicas.

A pesquisa classifica os entes federativos com pontuação que vai de 0 a 100. Também atribui 5 níveis, baseados na pontuação obtida: péssimo (0-19), ruim (20-39), regular (40-59), bom (60-79) e ótimo (80-100).

De acordo com o ranking, 19 Estados tiveram a transparência dos dados classificada como “ótima”. Alagoas, Ceará, Espírito Santo e Rondônia atingiram a pontuação máxima (100) no quesito.

Estadospontuaçãoresultado
Alagoas100ótimo
Ceará100ótimo
Espírito Santo100ótimo
Rondônia100ótimo
Amapá99ótimo
Mato Grosso do Sul99ótimo
Tocantins98ótimo
Distrito Federal97ótimo
Minas Gerais96ótimo
Rio Grande do Sul96ótimo
Pernambuco95ótimo
Maranhão91ótimo
Paraná89ótimo
Goiás88ótimo
Amazonas87ótimo
Bahia87ótimo
Mato Grosso85ótimo
São Paulo82ótimo
Paraíba80ótimo
Rio Grande do Norte80ótimo
Pará72bom
Roraima71bom
Santa Catarina68bom
Sergipe66bom
Rio de Janeiro61bom
Piauí49regular
Acre38ruim
fonte: Transparência Internacional