Deputada Federal Dra Soraya (PSL)

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO –”Eu fico no partido mesmo que Bolsonaro saia. E vou defender o governo”, disse a única deputada federal do PSL capixaba, Soraya Manato.

As declarações dela foram provocadas em função dos rumores de que o presidente da Republica já teria ‘jogado a toalha’ em relação ao PSL.

Bolsonaro critica abertamente o presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar. Ontem (8) pela manhã, Bolsonaro foi flagrado cochichando a um pré-candidato a vereador de Pernambuco:

“esquece o PSL”. Logo depois, Jair diz que Bivar está “queimado”. O presidente do PSL é investigado pela Procuradoria Regional Eleitoral de Pernambuco por suspeitas de caixa dois.

Em resposta a Bolsonaro, Luciano Bivar anunciou nesta quarta-feira (9), que o presidente “já está afastado” do partido. “Não disse para esquecer o partido? Está esquecido”, disse Bivar para o Globo.

A deputada Dra. Soraya disse que se a saída de Bolsonaro for confirmada, ela não abandonará a legenda, e continuara fiel ao governo.

“Continuarei no partido e seguirei defendendo o governo”, disse. Ela acredita que as farpas entre Bolsonaro e Bivar seriam resolvidas com mais comunicação entre o partido e o chefe do executivo.

“Vejo que há falta de diálogo entre ambas as partes e essa situação acaba sendo prejudicial nas relações entre o Governo Bolsonaro e o próprio partido”, disse a deputada.

A parlamentar capixaba deve sua eleição ( e o seu mandato) à onda Bolsonaro, que ano passado ajudou a levar para Brasília diversos deputados, sendo o PSL hoje a maior bancada na Câmara.

Entrevista a Lanna Silveira