BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – O Congresso Nacional entra em férias dia 18 e só volta a funcionar dia 1º de agosto. Será o primeiro recesso parlamentar da atual legislatura. São apenas duas semanas de férias.
 
A Bancada Capixaba apresentou ao todo – neste período – 78 projetos de lei, dos quais 20 são do deputado Amaro Neto (PRB). Algumas propostas do deputado apresentador, no entanto, foram reapresentadas com base em projetos já em tramitação na Casa.
 

“Cheguei à Câmara como o deputado federal mais votado do Espírito Santo, com muita honra, responsabilidade e vontade de trabalhar pelo nosso estado e pelo país. Fico animado com os resultados, sigo comprometido em realizar um mandato sério e transparente”, disse Amaro. 

Resultado de imagem para deputado amaro neto
Deputado federal Amaro Neto (PRB)


Segunda colocada no ranking, a deputada Lauriete (PL) apresentou 18 propostas. Ela disse que para o segundo semestre pretende atuar em leis que visem defesa dos direitos das mulheres e a família.

Deputada federal Lauriete (PL)

Para o coordenador da Bancada Capixaba, deputado federal Da Vitória (Cidadania) a primeira metade do ano foi muito produtiva. 
 
“Conseguimos junto ao Governo Federal dar andamento a obras importantes para o Espírito Santo, como o Contorno do Mestre Álvaro, BR 262 e a BR 447 que faz a ligação com o Porto de Capuaba. Asseguramos os recursos para as obras de macrodrenagem de Vila Velha, Viana, Cariacica e Colatina, e também inaugurar o Contorno de Iconha, na BR 101 no sul do ES. O País precisa de reformas para voltar a crescer, gerar emprego, renda e reduzir  a violência.”, disse.
 
Deputado Da Vitória (Cidadania-ES)
 
PREVIDÊNCIA – Único deputado do ES na Comissão da Reforma da Previdência, Evair Melo (PP) conseguiu aprovar um destaque importante para o setor agrícola na reta final da votação do relatório; que garantiu manutenção da isenção de cobrança previdenciária sobre as exportações agrícolas, por meio do destaque número 142. 
Deputado federal Evair de Melo (PP)
 
“Garantimos não apenas a manutenção do atual custo de produção, como também a competitividade dos produtos brasileiros no mercado internacional. No caso do ES o beneficio atinge produtores de café, pimenta, carne de aves, suínos e mamão, que seriam tributados em 2,5 % nas exportações o que geraria débito no valor pago ao produtor”, explicou Evair.

 

A deputada Norma Ayub (DEM) classificou o primeiro semestre como positivo, apesar das turbulências políticas.  Ela participou de ações de interesse público, tanto na parte legislativa, como na liberação de recursos para compra de equipamentos hospitalares no sul do Estado. “Consegui participar de muitas ações de interesse público, apresentando projetos de leis, votando as matérias encaminhadas pelo governo Bolsonaro”.

Já Sérgio Vidigal (PDT) diz que foi um semestre produtivo “apresentamos dezenas de proposições legislativas [projetos de leis, emendas à MPs, relatórios, requerimentos, indicações], sobre assuntos que interferem a vida dos cidadãos”. Vidigal, que está no segundo mandato, ficou em terceiro lugar entre os deputados capixabas que mais apresentaram projetos de lei. 

Deputados federais Norma Ayub (DEM), Sérgio Vidigal (PDT) e Dra Soraya (PSL)


deputada Dra Soraya (PSL) diz ter “discutido e proposto temas importantíssimos que irão garantir mais qualidade de vida para o cidadão.”, e apoiou praticamente todos os projetos enviados pelo governo Bolsonaro a Câmara.

Deputado

Projetos apresentados

Amaro Neto (PRB)

20

Lauriete (PL)

18

Sérgio Vidigal (PDT)

9

Felipe Rigoni (PSB)

8

Helder Salomão (PT)

7

Dra Soraya (PSL)

7

Da Vitória (Cidadania)

4

Ted Conti (PSB)

3

Norma (DEM)

3

Evair de Melo (PP)

2

Metas – Segundo semestre 

As prioridades da Bancada Capixaba para o segundo semestre do ano, de acordo com o coordenador Da Vitória, é resolver problemas de infraestrutura no Espírito Santo e focar na Reforma Tributária. 

“Vamos continuar trabalhando para que possamos resolver outros investimentos que estão pendentes no Estado, como a BR 262, tratar das intervenções de melhorias na BR 259 e do início da implantação da EF 118”. Sobre a Reforma Tributária Da Vitória ressalta que “a carga de impostos no Brasil é alta e precisamos simplificar para garantir segurança aos empreendedores e criar formas de fazer crescer a economia.”, completa.