BRASÍLIA –  O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM-RJ), disse ao site Poder 360 que Rodrigo Maia oficializará sua candidatura à Presidência da República na convenção do partido.

“Vamos referendar o nome na convenção, no início de março. É o nome em ascensão na política brasileira e foi o grande avalista das reformas que garantiram a recuperação do Brasil.”, disse.

Mendonça –que diz não ter decidido seu próprio futuro em Pernambuco, mas pode concorrer ao Senado –é 1 dos principais articuladores do lançamento do nome do presidente da Câmara ao Planalto. O prazo limite indicado por ele para o anúncio de Maia é 7 de março.

A intenção é que o nome seja lançado antes da abertura do prazo para os políticos mudarem de partido, a chamada janela partidária, justamente em 7 de março.

O DEM espera com isso consolidar o presidente da Câmara como o nome do centro na campanha presidencial e, assim, atrair novos filiados.

Rodrigo Maia já deu declarações públicas de que avalia as chances de sua candidatura. Mas Mendonça Filho é o primeiro a confirmar o anúncio.

A data considera não só o período para filiação de novos membros ao partido, mas o timing das discussões da reforma da Previdência.

Segundo o ministro, a proposta tem uma janela de aprovação, que é fevereiro. Se não for aprovada, o assunto estará encerrado.

Com essa definição, o presidente da Câmara acredita que terá caminho livre para se lançar como candidato.

“Rodrigo interpretou, corretamente, que se fizéssemos uma convenção em fevereiro, como acontecerá de [ser feito o] lançamento do nome dele como pré-candidato a Presidência da República, poderia gerar uma interpretação de que atropelamos a agenda de reformas”, disse.