BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – Deputado federal mais votado do ES na eleição do ano passado, o apresentador de TV Amaro Neto (PRB), diz que, atualmente, não pensa em eleições municipais, mas admite que vem conversando com lideranças políticas sobre a disputa.

Em 2016 ele ficou em segundo lugar na corrida eleitoral pelo cargo de prefeito de Vitória, mas não desistiu do sonho. Disse à Agência Congresso que “ela [Vitória] fica muito latente devido à minha votação em 2016. Foi uma disputa dura, que no segundo turno eu não venci a administração, que está agora com Luciano Rezende.”

Mas segundo ele muitas águas vão rolar “aqui no nosso mandato, a gente tem pensado primeiro no trabalho no âmbito federal em busca de apoio ao Espírito Santo.”

O deputado disse que o trabalho na Câmara tem sido duro, mas que é preciso ter compromisso o tempo todo, seja como parlamentar ou candidato à prefeitura.

“O compromisso tem que ser permanente, a mesma coisa quando eu fui candidato a prefeito e era deputado estadual”, disse o deputado.

Com três meses e meio de mandato, Amaro apresentou 30 propostas legislativas, entre requerimentos, projetos de lei e emendas constitucionais, e agora disse confiar no seu partido para a indicação de nomes às prefeituras, inclusive o seu.

“O PRB terá candidaturas nas principais cidades do ES, pra se mostrar ainda mais robusto em 2022, 2024, 2026  para um projeto de crescimento.”, disse o deputado.

Mas quando foi questionado sobre a intenção de apoio do PSL à sua candidatura como prefeito da Serra – o deputado afirma que não é sua prioridade.

“Eu não penso em eleição municipal. O [Carlos] Manato por ser um dirigente partidário – do PSL – e por estar no partido do presidente da República também precisa de candidaturas em capitais e de cidades importantes, assim como o Republicanos, que é o meu partido.”

“A gente tem dialogado, mas não tem nada acertado quanto à eleição de 2020. Acredito que pro ano que vem, no início do ano que vem que aí a gente vai ter mais ou menos uma visão se vamos disputar ou não em 2020”.

Atenção ao Estado

Amaro destaca o papel da Bancada Capixaba e do governador Renato Casagrande (PDT) na busca por melhorias para o ES. O deputado reforça que a bancada está empenhada em cumprir o que foi combinado com o governador.

“Na nossa primeira conversa com o Renato [Casagrande], o governador pediu que a  gente [Bancada Capixaba] pudesse trabalhar aqui no âmbito federal a infraestrutura do nosso estado, estamos buscando mecanismos de infraestrutura e logística para que a gente possa desenvolver no nosso estado a geração de emprego e renda.”

E fala brevemente como o governo Bolsonaro tem atuado no ES “A gente tem visto no governo Bolsonaro, ministros que têm olhado com carinho pro Espírito Santo. Antes mesmo de assumir o mandato, eu fui questionado se o estado seria olhado com mais carinho pelo governo federal e eu não tinha dúvidas, Bolsonaro foi várias vezes ao ES e teve uma votação expressiva no nosso estado.”